• Baja TT Rota do Douro


    26 e 27 de Setembro de 2014
  • Baja TT Idanha-a-Nova


    12 e 13 de Setembro de 2014
  • Baja TT Oleiros / Proença / Mação


    27 e 28 de Junho de 2014
  • Baja Terras de Alcoutim


    31 de Maio e 1 de Junho de 2014
  • Vinhos Ervideira Rali TT


    25 e 26 de Abril de 2014

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

De volta à Mitsubishi, Carlos Sousa estreia com o ASX Racing no Rally Dakar

Com o brasileiro Guilherme Spinelli como companheiro na Equipe Mitsubishi Petrobras, piloto português usará toda sua experiência no mais difícil rali do planeta

 Já são quase 30 anos dedicados ao rali e com uma motivação de quem parece estar indo para sua primeira prova. Este é o piloto Carlos Sousa que, em janeiro, tem um desafio novo em seu vasto currículo: irá disputar o Rally Dakar a bordo do ASX Racing da Equipe Mitsubishi Petrobras, ao lado do navegador português Paulo Fiuza.

 Nascido em Almada, Portugal, esteve durante muitos anos a bordo de veículos Mitsubishi, período em que conquistou seus maiores feitos, como os quatro títulos no Campeonato Português, considerado um dos mais disputados do mundo. Foi também nessa época que alcançou sua melhor posição no Rally Dakar, o quarto lugar na classificação geral.

  "Receber o convite para fazer parte da Equipe Mitsubishi Petrobras foi um grande prazer. Disse ‘sim’ logo de cara. Não só pelo Guiga, mas pelo carro e pelo projeto", comenta Sousa. "Será muito bom estar no Rally Dakar com a Mitsubishi, marca onde obtive conquistas importantes e estive por anos. Sem dúvida, contribuiu muito para o que sou hoje e acho que consegui retribuir a confiança que a marca me deu ao longo dos anos."

 Carlos Sousa acumula 15 participações no Rally Dakar, com 10 vezes no Top-10, além de três no Top-5. Nesses 15 anos, não completou a prova apenas por duas vezes. Sua última façanha foi a vitória na primeira especial do Dakar de 2014.

  Dentro e fora das pistas

Amigos de muitos anos, Sousa e Guiga Spinelli já foram adversários em diversas provas, mas também companheiros de equipe, no Rally Dakar de 2010. "Sem dúvida, o Carlos veio para somar bastante na nossa equipe pela enorme experiência que tem no Dakar, além de uma personalidade muito positiva, profissional e pela excelente performance. É um piloto rápido e seguro", descreve Guiga, que estará ao lado de Youssef Haddad em sua sétima participação no Dakar.

 Com uma vasta experiência, Carlos Sousa também foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento do ASX Racing no decorrer de 2014. "A cooperação é mútua. Vou andando e dando minhas impressões e vamos desenvolvendo. Temos um trabalho muito longo pela frente, mas já dá para notar as mudanças no carro. Implantamos uma série de tecnologias novas, mas nosso grande teste será mesmo no Dakar", garante o piloto. A equipe realizou sessões de treinos na França e no Marrocos, nas mesmas condições que irão enfrentar no maior rali do planeta.

 A primeira experiência com o ASX Racing em uma competição não poderia ter sido melhor. Sousa, ao lado do navegador Paulo Fiuza, foi o campeão do Atacama Rally, disputado no Chile, na mesma região onde o Dakar irá passar em janeiro.

 Mas é um trabalho constante, que envolve os escritórios de engenharia avançada da Ralliart Brasil na França e em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. "Queremos desenvolver ainda mais o ASX Racing. É um projeto que vai se estender por um bom tempo. Quanto mais andamos no carro, mais conhecimento conseguimos extrair", explica.

 Para enfrentar uma prova tão dura e exigente, Carlos Sousa mantém uma preparação física durante todo o ano, com treinos diários. "Foi um hábito que adquiri ao longo do tempo. Mas agora, faltando menos de um mês, intensifico essa preparação e até me alimento mais", explica.

  Rally Dakar 2015

O Rally Dakar será entre os dias 3 e 17 de janeiro, com largada e chegada em Buenos Aires. Não é a toa que a prova é considerada uma das mais difíceis e completas. Serão 9.111 quilômetros passando por três países: Argentina, Chile e Bolívia.

 Além de percorrer o Deserto do Atacama, um dos mais desafiadores do mundo, a prova cruza duas vezes a Cordilheira dos Andes, onde a altitude e as baixas temperaturas são os grandes adversários.

 O penúltimo dia será o mais longo da história, com 1.024 quilômetros, entre as cidades de Termas Rio Hondo e Rosario, na Argentina. Mas é na divisa entre Bolívia e Chile que a Equipe Mitsubishi Petrobras enfrentará a maior especial, com 781 quilômetros, de Uyuni até Iquique.

  "O Dakar é uma prova ingrata, mas pelo que fizemos e pelo que andei, penso que conseguiremos manter os dois ASX Racing entre os 10 primeiros. Mas é muito difícil prever alguma, tem muitas equipes novas", afirma.

 A Equipe Mitsubishi Petrobras tem o patrocínio de Mitsubishi Motors, Petrobras, Axalta e Protune.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

DAVID FRÉTIGNÉ NO AFRICA ECO RACE

Últimas notícias: David Frétigné, múltiplo Campeão de França e campeão do Mundo de Enduro, e também um dos melhores pilotos de moto de rali, estará à partida da 7ª edição do Africa Eco Race, ao volante de uma YAMAHA 1200 Super Ténéré. Um grande acontecimento para a prova, que o piloto francês comenta nesta primeira entrevista.

 A ideia de participar no Africa Eco Race já vem do ano passado, mas acabaste por ser obrigado a renunciar à tua participação porque a tua actividade profissional te ocupava o tempo todo. Desta vez tu farás parte da aventura. Como encaras este regresso a África?

 Estou muito contente. Estava com vontade de regressar a África, onde obtive muita experiencia e também me diverti muito. Sentia a falta de tudo isso. Com a moto que vou utilizar, que na realidade não foi desenhada para correr, estarei lá sobretudo para viver uma grande aventura. Reencontrar as pistas típicas de África no meio de paisagens de cortar a respiração. Depois, e sobretudo, chegar ao mítico Lago Rosa é sempre mágico. Tudo isso me faz vibrar e quero reencontrar esse ambiente único.

Como vês o Africa Eco Race?

 Da parte dos colegas que participaram em automóvel ou moto, só ouvi coisas muito positivas. Uma boa organização, um percurso bonito, um bom ambiente e uma corrida com o espirito dos antigos Dakar. Foi isso que me despertou o interesse em participar. Tive de lutar um pouco para juntar o orçamento necessário, pois actualmente é tudo mais difícil. É isso que explica a minha inscrição tardia.

  Vais ter alguma ajuda da YAMAHA?

 Claro que sim. Tive uma grande ajuda da YAMAHA Europa. “Vendi-lhes” o Africa Eco Race e o conceito de regressar a Africa com uma moto que marcou a história de YAMAHA, a Super Ténéré. Tinha uma grande vontade de reacender a chama por este género de aventura com este tipo de moto. O Africa Eco Race criou uma categoria 1200 cc, com um percurso ligeiramente diferente para as grandes motos. Vou testar tudo isso e espero que a minha participação seja proveitosa para a prova, pois penso que este tipo de viagem aventura tem futuro.

  Achas que é um conceito a evoluir?

 Absolutamente. Eu organizo estágios de pilotagem com os proprietários destas grandes motos trail, e há uma verdadeira procura. Estes motards querem os grandes espaços, o deserto, atravessar países, seguir road-books. Não necessariamente em corrida, mas partilhando os bons momentos e o ambiente da competição no bivouac. Penso que o Africa Eco Race poderá ser a prova ideal para este conceito.

  Atravessar as dunas ao volante da YAMAHA Super Ténéré, terá algum interesse desportivo?

Honestamente penso que não é possível atravessar as grandes dunas da Mauritânia, com a moto da maneira como ela está preparada. Penso que o René Metge deverá encontrar algumas soluções ao nível do percurso para a categoria 1200 cc. Mas veremos, e é isso que será interessante.

  O tempo vai ser muito curto até à partida!

 Sim, não vamos ter tempo para nos aborrecer. Estou actualmente em Itália para a preparação da moto. Vai ser uma corrida contra o tempo, mas isso faz parte do desafio. Vou partir somente com o mecânico que desde o início trabalha comigo na Super Ténéré. Encontrámos um lugar num camião de assistência de uma equipa auto. Há uma verdadeira solidariedade que penso ser própria do Africa Eco Race. De qualquer maneira, no dia D estaremos prontos para esta grande aventura africana.

  O facto do Africa Eco Race ser o único rali de todo o terreno a partir de França, ajudou-te a tomar a decisão de participar nele? 

Claro que sim. Conheço muitas pessoas na zona de Saint Cyprien, pois é nesta região que eu treino para os ralis. Também tenho parceiros que vivem na região. Tenho projectos na zona, uma vez que sou proprietário de um grande terreno no Languedoc Roussillion, e quero lá montar um centro de formação. Por isso o facto de o rali partir de Saint Cyprien, influenciou a minha decisão. Mal posso esperar!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Açores receberam Elisabete Jacinto para apresentação de Motor Euro 6

A piloto Elisabete Jacinto esteve este fim-de-semana em Ponta Delgada, nos Açores, onde participou na apresentação do motor Euro 6 no arquipélago. O concessionário MAN dos Açores promoveu esta iniciativa para divulgar os benefícios da utilização desta nova tecnologia na redução do impacto ambiental.

 Dado que a União Europeia decretou uma nova lei para a redução das emissões de veículos comerciais, a norma Euro 6, a MAN desenvolveu soluções de modo a conseguir níveis de emissão de poluentes de camiões e autocarros significativamente reduzidos, contribuindo assim para a eficácia económica máxima e uma maior protecção do meio ambiente.

 O evento contou com a presença de Elisabete Jacinto que deu autógrafos e partilhou com os presentes as histórias vividas em competição onde, muitas vezes, o seu camião MAN TGS é levado ao limite devido às condições extremas de condução que a equipa encontra nas provas em que participa. Elisabete participou também numa sessão de autógrafos organizada pela MAN na bonita cidade de Ponta Delgada.

  "Foi muito agradável voltar aos Açores, uma terra lindíssima, onde o acolhimento é muito caloroso. Estar envolvida na apresentação desta nova tecnologia é contribuir para uma utilização mais responsável deste tipo de veículos", declarou Elisabete Jacinto.

 A equipa OLEOBAN® regressa às competições a bordo do MAN de competição no Africa Eco Race 2015, a próxima prova do calendário da formação portuguesa de todo-o-terreno, que se inicia já no final do mês.

Prolama vence e domina T2

• Pilotos belgas cumpriram estratégia e venceram

 A formação da Prolama Competição na 17ª edição das 24 Horas TT Vila de Fronteira, dominou totalmente a competição destinada ás viaturas T2, aquela onde os carros são mais próximos das viaturas de série, demonstrando toda a capacidade que a Nissan Navara Campeã Nacional tem apresentado nos dois últimos anos.

 Sem grandes contratempos, o quinteto da Prolama/CEPSA evoluiu em Fronteira de forma segura, usufruindo de todos os conhecimentos técnicos e logísticos da Equipa Prolama, que voltou a dominar a categoria T2 nas 24 Horas. Pequenas reparações foram sempre executadas com enorme rapidez e no final o 26º posto absoluto e a vitória na categoria T2 foram um justo prémio para a Equipa e para Philip Cracco; Pieter De Backere; Julien Demoynek; Kurt Dujaboyn e Johan Gitsel, que deixaram transparecer no pódio final a satisfação dos vencedores e a vontade de voltar no próximo ano, continuando assim a dar à Prolama um cariz internacional.

 Esta intensão é afirmada por Philip Cracco, piloto experimentado em várias disciplinas do desporto motorizado;“…foi um fim-de-semana sensacional. Adorei participar nesta prova de 24 Horas TT e o nível que encontrei é dos mais interessantes que conheço. O carro e a Equipa estiveram no seu melhor e para mim a vitória T2 é mais do que esperava. Acreditamos que a estratégia da Equipa era a melhor, e o resultado aconteceu. Quero voltar no próximo ano para disfrutar de todo este ambiente …” concluiu.

 Em destaque pela ligação a Fredy Loix, Johan Gitsel seu navegador teve a honra de cumprir o último turno de condução e não escondeu o seu contentamento pelo resultado e pela envolvência do público,“…foi incrível cumprir a ultima volta. A responsabilidade de chegar à meta nesta minha primeira participação só foi ultrapassada pelo resultado final. Muito mais do que esperava. Vencer uma categoria FIA nesta prova é algo fantástico…” estas as palavras de um homem habituado a grandes performances noutras disciplinas.

 Todos os outros três pilotos da formação estavam naturalmente satisfeitos; com Pieter De Backere a referir; “…foi uma prova perfeita com a Equipa a trabalhar na perfeição…” Julien comentou, “ a equipa foi incrível, todos os pequenos problemas foram resolvidos, e o que me impressionou mais foi lote inesgotável de peças que tinham para manter o carro em pista,..” por sua vez Kurt terminava dizendo, “…bilhete marcado para o próximo ano. Foi muito divertido e até eu me senti piloto…”

sábado, 6 de dezembro de 2014

Iveco e FPT Industrial presentes no Dakar 2015

O Team PETRONAS De Rooy Iveco irá participar na próxima edição do Dakar, a mais famosa prova de ‘off-road’ do mundo. Serão três os camiões Iveco oficialmente inscritos na prova, tendo como objectivo a conquista de um lugar no pódio.

 Uma vez mais juntas e prontas para lutar por um lugar no pódio do Dakar 2015, a Iveco e a FPT Industrial irão marcar, de novo, presença no mais exigente rali do mundo – o Dakar – como patrocinadores oficiais do Team PETRONAS De Rooy Iveco. O anúncio foi feito na conferência de imprensa realizada nas instalações da CNH Industrial Village em Turim (Itália) no passado dia 2 de dezembro, perante representantes de diversos órgãos de comunicação social internacionais.

 Durante a manhã discursaram Pierre Lahutte, Presidente da Marca Iveco, Riccardo Buratti, Director de Engenharia de Motores da FPT Industrial e Claudio Pastoris, CEO da Sparco, fornecedor de equipamento de competição a nível global.

Em nome da PETRONAS estiveram presentes Giuseppe D’Arrigo, Director Regional para a Europa, e Andrea Dolfi, Global OEM Liaison & Director de Competição, Pesquisa & Tecnologia. Gerard De Rooy, líder do Team PETRONAS De Rooy Iveco, apresentou os restantes membros da formação e delineou as características principais e desafios da prova de 2015.

 Em linha com as suas identidades aventureiras, as duas marcas do grupo CNH Industrial irão fornecer veículos, peças e motores para a equipa holandesa Team PETRONAS De Rooy Iveco com vista ao próximo Dakar. Pierre Lahutte, Presidente da Marca Iveco, comentou: “2015 representa um marco importante para a Iveco. É o ano que se inicia com o título de ‘Van do Ano Internacional 2015’ que foi atribuído ao nosso Daily por um painel de 23 jurados, jornalistas representantes das maiores publicações internacionais sobre veículos comerciais. É, também, o ano em que celebramos o 40º aniversário da nossa marca. Não haveria maneira melhor de celebrar estes sucessos do que começar o ano novo do que ocupar a primeira posição no pódio do Dakar”.

 A 37ª edição do Dakar – a sétima em solo sul-americano – começará em Buenos Aires (Argentina) a 4 de Janeiro e terminará na mesma cidade no dia 17, após 13 etapas disputadas numa rota em forma de anel. Os 414 veículos inscritos terão de cobrir mais de 9.000 km de estradas, trilhas e dunas, através da Argentina, Chile e Bolívia.

  O Team PETRONAS De Rooy Iveco

Após ter conquistado o 2º lugar na edição de 2014 da prova, o holandês Gerard De Rooy irá liderar, de novo, a equipa, aos comandos de uma versão sleeper-cab da Iveco Powerstar. Aos 34 anos e tendo vencido o Dakar em 2012, o holandês regressa à prova com mais determinação e entusiasmo do que nunca, estando pronto a enfrentar os desafios extremos que o rali apresenta a cada ano.

 Numa segunda Powerstar estará o seu compatriota Hans Stacey, vencedor do Lisboa-Dakar em 2007 e membro do Team PETRONAS De Rooy Iveco desde 2011. O terceiro veículo, um day-cab Trakker Evolution 3, será conduzido pelo piloto espanhol Pep Vila, veterano dos ralis e um histórico no seio da equipa no Dakar.

  Os veículos de competição Iveco: robustez, fiabilidade e performance mesmo nos terrenos mais exigentes

A equipa holandesa contará com três veículos Iveco no Dakar de 2015: duas Powerstar (especificamente, um protótipo Strator construído na Holanda com base num chassis, mecânicas e cabina Iveco, inspirado no Powerstar, fabricado e comercializado pela Iveco Austrália) e um Trakker 4x4, fabricado em Espanha. Para além dos camiões de competição, o Team PETRONAS De Rooy Iveco conta com seis unidades Trakker de apoio e assistência (um 8x8, quatro 6x6 e um 4x4).

 O Iveco Trakker é um veículo de fora de estrada usado em pedreiras, com uma cabine totalmente nova, projectada para melhorar a condução e o conforto a bordo, elementos hoje reconhecidos como essenciais na produtividade e segurança de um veículo. Este veículo pode operar em terrenos acidentados e difíceis, tais como as superfícies que os condutores irão percorrer na América do Sul, apoiando-se em motores Cursor da FPT Industrial, que asseguram potência e fiabilidade. A principal característica do veículo é sua robustez, sendo que cada componente individualmente, logo desde o chassis em aço de elevada resistência, garante uma performance duradoura.

 O Trakker representa o conceito best in class, não só em termos de utilização diária, mas também nos ambientes mais desafiantes, tendo sido projectado para operar sob todas as condições meteorológicas e sobre todos os tipos de terreno, de estradas de terra a trilhas extremas de off-road, garantindo o máximo conforto, segurança e a potência.

 Os veículos estão equipados com três bacquets de competição, dotadas de cintos de segurança e barras de protecção. Possuem caixas de velocidades ZF que garantem desempenho e ergonomia, nelas incluindo-se transmissões manuais Ecosplit de 9 e 16 velocidades, equipadas com um sistema de servo-assistência do tipo servo-shift, que oferece uma experiência de condução mais confortável e segura, e as caixas automáticas Eurotronic de 12 e 16 velocidades, com selector de velocidades incorporado na coluna de direcção, melhorando o conforto do condutor.

 O Dakar representará uma ocasião importante para a Iveco testar a performance dos seus produtos em situação real, pois cada veículo irá ser sujeito a enormes desafios e enfrentar condições extremas, numa oportunidade de se testarem os seus níveis de fiabilidade e de performance.

  Os Motores

Todos os veículos Iveco presentes no Dakar 2015 estarão equipados com motores Cursor 13 da FPT Industrial, que geram até um máximo de 900 cv de potência. Graças à contínua investigação e desenvolvimento, o bloco Cursor 13 de seis cilindros em linha adopta as mais avançadas tecnologias disponíveis, nelas incluindo-se o mais recente sistema de injecção Common Rail HD, que garante pressões até aos 2.200 bar. Estes motores fornecem uma elevada potência, rapidez de resposta e alta densidade de potência, garantindo a máxima robustez e fiabilidade, bem como baixos custos de operação. Para garantir um alto nível de fiabilidade, a FPT Industrial analisa as suas mecânicas ao longo de milhares de horas de testes rigorosos, complementando-os com testes em condições reais, em competições e desafios desportivos extremos, como o Dakar.

  O Dakar 2015

A próxima edição disputar-se-á em três países da América do Sul – Argentina, Chile e Bolívia – entre os dias 4 e 17 de Janeiro. Começará em Buenos Aires (Argentina) e terá um percurso em forma anelar, até se atingir Iquique (Chile), regressando, de novo, à capital argentina. Para além da partida e final da prova, a Argentina irá contar com mais seis especiais. O resto da prova corre-se no Chile, havendo uma etapa na Bolívia, numa rota de 9.000 km que evolui através de uma paisagem de deserto e rochas.

 Tal como no ano passado, serão diferentes os percursos para automóveis, camiões, motos e quadriciclos. Particularizando, a rota dos camiões terá menos 1.000 km de modo a evitar que os veículos pesados passem pelas salinas da Bolívia. Esta decisão também resultou do desejo de se respeitar e proteger o ambiente nesta ao longo desta espectacular como extenuante prova. A presente edição conta com 414 veículos inscritos, entre 164 motos, 138 jipes, 48 quads e 64 camiões, envolvendo 665 pilotos, em representação de 53 países.

  Siga a equipa em www.iveco.com/dakar 

A Iveco está a ultimar os preparativos que irão manter os seus fãs actualizados ao longo de todo o rali, através do portal www.iveco.com/dakar. Ali poder-se-á saber tudo sobre os veículos do Team PETRONAS De Rooy Iveco, desde os preparativos que antecedem a prova, mas também seguir depois, passo a passo, a corrida, fruto das actualizações diárias feitas a partir da América do Sul. O site irá narrar uma jornada realizada na mais difícil e exigente prova de off-road do mundo.

 Publicado em inglês e espanhol, o portal terá actualizações diárias com os resultados alcançados pelo Team PETRONAS De Rooy Iveco’s, para além de outros conteúdos multimédia, obtidos directamente a partir da corrida em si.

 Em complemento, as redes sociais da Equipa – Facebook, Twitter e YouTube – serão actualizadas todos os dias, com todas as novidades da prova, resultados, vídeos e fotos. Há, ainda, uma área dedicada à história da Iveco no Dakar, numa retrospectiva dos sucessos da equipa nas estradas implacáveis de uma competição que, a cada ano, atrai milhões de espectadores.

 Finalmente, a secção “Do Dakar para o seu trabalho” oferece aos clientes Iveco a possibilidade de descobrir todos os conteúdos do modelo Trakker, conhecido por sua fiabilidade no trabalho quotidiano, em locais como pedreiras mas, também, em situações extremas como as do Dakar. Tal confirma que este tipo de evento é uma excelente oportunidade para se testar o desempenho e a fiabilidade do modelo sob condições extremamente desafiantes.

  A Iveco e o seu envolvimento desportivo

O Dakar é parte da bem mais abrangente estratégia de comunicação da Iveco, marca que, tendo em conta a sua forte identidade internacional e a contínua busca de iniciativas que correspondam com a sua vitalidade e energia, manteve sempre laços estreitos com o mundo da competição. O envolvimento da Iveco no Dakar reforça a forte ligação da marca com os principais nomes do desporto internacional. Entre as mais recentes colaborações inclui-se uma vasta gama de iniciativas desportivas, incluindo uma parceria com a formação australiana All Blacks, campeã da Taça do Mundo de Rugby, e o papel da Iveco como Fornecedora Oficial de equipa de competição da Ferrari.

  Dakar 2015 – A Equipa

  Iveco nº 501
Gerard De Rooy – Piloto (Holanda)
Jurgen Damen – Navegador (Bélgica)
Darek Rodewald – Mecânico (Holanda)

  Iveco nº 504
Hans Stacey – Piloto (Holanda)
Serge Bruynkens – Navegador (Bélgica)
Bernard der Kinderen – Mecânico (Holanda)

  Iveco nº 509
Pep Vila Driver – Piloto (Espanha)
Xavi Colome Roqueta – Navegador (Espanha)
Michel Huisman – Mecânico (Holanda)

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

2 carros à partida das 24 Horas TT de Fronteira, dois carros à chegada!

Foi assim que a Santinho Mendes Competição terminou a época de 2014 e logo com um pódium na Promoção A, conseguido pelos Pilotos Santinho Mendes, José Perdigão e António Vilela aos comandos do Toyota Rav4 que apesar das suas poucas alterações se revelou extremamente fiável, rodando cerca de 22 horas sem qualquer problema mecânico, hora a que a bomba de água cedeu e teve que ser substituída fazendo a equipa cair de 29º à geral para o quadragésimo lugar final.

 Não fosse este problema e o resultado seria bem melhor na estreia em Fronteira de José Perdigão e António Vilela que adoraram “a experiência, apesar das muitas dificuldades apresentadas por uma pista muito degradada, que obrigou a andar com o carro “ao colo” para o trazermos até final, ainda assim, foi um prazer Pilotar ao lado do Nosso Ídolo e Amigo Santinho Mendes e para o ano cá estaremos”.

 Santinho Mendes que aos 74 anos continua com uma rapidez e regularidade impressionantes partilha da mesma opinião dos colegas e acrescenta que “foi muito bom, o piso escorregava bastante e proporcionou momentos bem divertidos, infelizmente com a passagem dos carros a pista degradou-se rapidamente e a partir daí tivemos que ter cuidados para não estragar nada no carro que está quase de série”.

 Arrancando de 26º, José Mendes levou rapidamente o Opel Tigra V8 até ao 15º Lugar logo nas primeiras voltas. Com a pista a degradar-se muito e rapidamente, a equipa que além de José Mendes, ainda tinha Vitor Mendes e Carlos Bexiga a dividir a condução do Tigra com o numero 9 nas portas, optou por uma toada mais cautelosa de modo a evitar as muitas armadilhas que iam aparecendo volta a volta. Mesmo assim, e fruto da muita agua e lama acumulada na pista, problemas primeiro de alternador e depois de motor de arranque atiraram a equipa para um lugar fora dos 30 primeiros. Foi necessário um forcing final para entrar de novo no TOP 30 acabando por garantir o 27º lugar à Geral. 

No final da corrida os Pilotos de Abrantes foram unânimes ao afirmar que “de todos os anos em que participámos nesta prova, este foi o pior de todos em termos de condições da pista, que esteve sempre muito dura e degradada piorando a cada volta, além dessas adversidades ainda lutámos com alguns problemas mecânicos que nos foram atrasando, sendo este o resultado possível que no entanto é muito positivo. Queremos enaltecer o excelente trabalho de toda a equipa que deu tudo o que tinha para atingirmos os objetivos propostos.”

RED BULL KTM RALLY FACTORY RACING: PREPARADOS PARA O DAKAR

The Red Bull KTM Rally Factory Racing Team is making its final preparations for the 2015 Dakar Rally and can reveal this year’s team livery for multi-time Dakar winner and this year’s Cross Country Rallies World champion Marc Coma, 2014 Dakar runner-up Jordi Viladoms, along with Ruben Faria and Sam Sunderland.

 The team’s recent test held a few weeks ago was deemed a success, as adjustments were made ready for the prestigious race, which begins on January 4th 2015. With a new KTM 450 RALLY factory machine launched just ahead of this year’s event, in which Marc Coma and Jordi Viladoms went on to take the top two positions, the team has twelve months more experience with its race bike and only minor refinements have been made in preparation for the most important race of the year for the rally squad.

 Coma has had a superb season, as he took victory in the Cross-Country Rallies World Championship with consistently strong performances to add to his extensive accolade, which includes four Dakar wins. The Spanish-ace is once again meticulously preparing everything for the 2015 edition of the race with one intention, to continue KTM’s 13 consecutive Dakar wins for another year. He is joined again by fellow countryman Viladoms, who had nearly no preparation on the KTM machine last year and has been able to build on his runner-up success while having a real preparation for the 2015 rally with the entire KTM team.

 Unfortunately for Ruben Faria, who was ruled out of last year’s event in the early stages, his preparations have been more difficult, as a shoulder injury has thwarted his progress in recent weeks. The Portuguese rider expects to be at full fitness ahead of the Dakar race. Finally, the team apprentice and British star Sam Sunderland has had a strong preparation for this year’s rally with good results during the year, despite some injury niggles, and he will be looking to extend his results as he learns from his colleagues after taking a stage win in the 2014 Dakar.

 Additional KTM factory supported riders 

 There are also other notable contenders aboard KTM machinery with Polish rider Jakub Przygonski (Orlen Team) continuing to work with the factory team, and Dakar-beginners Austrian Matthias Walkner (Betsafe KTM Rally Factory Racing Team), and Australian Toby Price (KTM Rally Factory Racing Team) looking to embark on their first South American rally journey.

 Alex Doringer (KTM Rally Team Manager): “We have a strong team again, and now a year on working with the bike, which we know is already proven, we have a lot of confidence again for this rally. For sure it’s one of the most difficult races in the world and anything can happen, but we are ready. We have of course a lot of experience in the team, and now with Sam on board we can look at the future. It’s always a busy time as we make these final preparations, but we are happy with the progress and looking forward to getting to the start line in January.”

  Dakar 2015

The rally begins in Argentina in Buenos Aires and navigates over 9000km of a variety of terrain and altitudes through Chile, Bolivia and back into Argentina. It’s a massive test of endurance for both man and machine, with the calculations, speed, navigation comprised with the physical and mental test that riders take on each day. Anything can happen during the race, which takes place over 14 days including one rest day, and the Red Bull KTM Rally Factory Racing Team is looking to fend off the competition once again for victory.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Africa Race 2015 promete aventura

A equipa OLEOBAN® está quase pronta para mais uma participação no Sonangol Africa Eco Race, a 7ª edição daquela que é a maior maratona africana de todo-o-terreno da atualidade. Pela sexta vez consecutiva, a formação portuguesa composta por Elisabete Jacinto, José Marques e Marco Cochinho, apresenta-se à partida deste rali que este ano, segundo a organização, vai contar com um número recorde de inscritos.

 O diretor da prova, René Metge, já anunciou as grandes novidades do percurso para 2015, onde a principal inovação será a realização de uma etapa suplementar na Mauritânia que terá um traçado completamente novo, assim como o regresso a Atar e Chinguetti, lugares emblemáticos das grandes maratonas africanas. Para além disso, a organização revelou ainda que esta edição será uma das mais complexas, uma vez que o terreno sofreu grandes alterações devido às tempestades que assolaram Marrocos e a Mauritânia.

 A equipa OLEOBAN®, a bordo do seu MAN TGS de competição, vai percorrer ao longo de 13 dias as duras pistas Marroquinas e as difíceis dunas da Mauritânia até chegar ao Senegal, país onde se disputa a etapa de consagração do rali que se realiza junto às margens do mítico Lago Rosa, em Dacar. No total serão cumpridas 12 etapas, cinco em Marrocos, seis na Mauritânia e uma no Senegal, perfazendo um total de 5800 quilómetros. Sendo este o mais desafiante rali de toda a época da formação portuguesa, Elisabete Jacinto considera que: “este ano estão reunidas as condições para que este ano o rali seja uma verdadeira aventura”. 

O Africa Eco Race começa no dia 28 de Dezembro em Saint Cyprien, no sul de França, onde se realizam as habituais verificações técnicas e administrativas. No dia 29 a caravana parte em direção a Motril no sul de Espanha e inicia a primeira etapa no dia 30 de Dezembro, já no norte de África. A prova terá o seu dia de descanso em Dakla, no Sul de Marrocos, e termina no dia 11 de Janeiro em Dacar.